PRECISA-SE de mestres da Palavra

PRECISA-SE de mestres da Palavra

“E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês?

E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.”

Atos 8.30,31

     Se existe um momento histórico no qual mais somos necessitados de verdadeiros mestres da Palavra de Deus, é o tempo no qual vivemos.

    A imensa quantidade de indivíduos que se arvoram pregadores e ensinadores da Bíblia cresceu tanto, que não se tem mais nenhuma forma de controlar as coisas heréticas que são bombardeadas no seio da comunidade da fé cristã hoje. Claro que Jesus e os apóstolos já haviam antecipado por palavra profética os dias em que esses falsos mestres e profetas estariam passeando livremente na igreja pervertendo a fé de muitos. Isso não é novidade.

     As pessoas em nosso tempo, por mais acessos ao conhecimento que tenham, estão profundamente necessitadas do verdadeiro conhecimento bíblico, de conhecer o Cristo e o Deus revelados nas Escrituras de forma íntegra, sem parcialidades. Felipe é o nosso exemplo, não apenas de um evangelista-diácono digno da obra que realiza, mas também de um homem que está preparado a qualquer momento para trazer luz ao entendimento daqueles que leem a Bíblia e os seus textos, sem, contudo, compreendê-la bem. O versículo 35 deste capítulo é maravilhoso:

“Começou então Filipe a falar, e, principiando por essa passagem da Escritura, anunciou-lhe Jesus.”

      É exatamente disso que precisamos, de homens conhecedores das Escrituras, que em qualquer parte dela saibam explicá-la e levar o entendimento da revelação de Jesus Cristo a todos os que assim o desejarem.

     A graça de Deus seja com todos e todas que creem.

 

Bp. Carlos Carvalho